sábado, 5 de maio de 2012

Os Fantasmas Pescasdores do Charles Haskel

 Os Fantasmas Pescasdores do Charles Haskel
 Os Fantasmas da Escuna Charles Haskel

A escuna Charles Haskell, de Gloucester, encontrou um lugar para ancorar durante a noite entre os barcos que abarrotavam o banco Georges em Massachusetts, uma área pesqueira no atlântico.
Era uma noite tempestuosa de 1869, e um forte vendaval arrastou a ancora do Charles Hadkell, que colidiu contra outro barco de pesca, este afundou tão rápido, com toda a tripulação, que só depois o capitão e os marujos ficaram sabendo tratar-se do Andrew Jackson de Salem.
E naquela mesma semana, segundo conta a história, um marujo que fazia guarda à meia noite no Haskell avistou um movimento no convés da proa.
Enquanto ele olhava, figuras espectrais começaram a subir a bordo por cima da grade, com seus oleados gotejantes. Uma tripulação de fantasmas, presumivelmente os homens de Jackson, começou a trabalhar em silêncio, içando velasin visiveis e lançando redes fantasmagóricas.
Consta que eles voltaram todas as noites, até o Haskell regressar para casa.
De volta a glowcester, a tripulação recusou-se a seguir trabalhando nele.
Após passar meses no porto, o navio foi vendido para um homem de Nova Escócia, que decidiu nunca mais levá-lo para o banco Georges.
Os pescadores espectrais, contam nunca mais apareceram.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Para de ser idiota.
      Lendas são feitas pra quem quer acreditar,se vc não da crédito ao trabalho belo que essa senhora faz resgatando histórias que ficariam esquecidas no tempo,então pq perde seu tempo lendo todas as histórias e comentando em todas elas?
      Belo trabalho o seu Dona Aurina,a cultura popular agradece a sua dedicação e tens aqui um novo leitor voraz das suas histórias.
      Diego de Oliveira

      Excluir

Seguidores

Google+ Badge

Postagens populares

Prestação de serviço

  • "TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE:"